terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Eu, o incorrecto

Hoje vou ser politicamente incorrecto. Vivemos numa sociedade cada vez mais uniforme e hipócrita no que diz respeito a manifestações públicas de opinião. Aqueles que, às vezes, dizem as verdades são vistos como uns autênticos extra-terrestres (ao escrever isto não quero ofender os habitantes de outros planetas - lá estou eu a ser politicamente correcto).
Muitos dos leitores devem ter lido ou ouvido a história dos três indivíduos que tentaram assaltar um empresário do Sabugueiro. Um deles esfaqueou, por diversas vezes, o empresário na cara, tudo por causa de uma suposta mala com dinheiro. Felizmente, a vítima conseguiu alertar a vizinhança fazendo com que os assaltantes se pusessem em fuga.
Num acto de coragem e sentido de comunidade, os habitantes (muitos, pelos vistos) da aldeia mais alta de Portugal juntaram-se e deram início a uma caça ao homem. Munidos de paus e outros objectos conseguiram cercar o agressor que acabou por ser "salvo" pela GNR.
Agora chega a parte surreal da história: mais tarde, já no posto da GNR, não é que o sacana descobre que ganhou o quarto prémio do Euromilhões (5576 euros)? Mais um exemplo da realidade a superar a ficção.
Vou então ser politicamente incorrecto, tal como prometi. Tenho pena, muita pena, de que os habitantes do Sabugueiro não tenham conseguido tirar o demónio do corpo do agressor - eufemismo para dar-lhe uma carga de porrada muito grande.
Muito recentemente estive envolvido num acto de violência gratuita em Coimbra e o conselho que dois agentes da PSP nos deram, a mim e aos meus colegas, foi o de fazermos justiça pelas nossas mãos. Não quer dizer que algum dia o venha a concretizar, mas achei curioso e como profissional da comunicação decidi passar a mensagem.

2 comentários:

Rita disse...

realmente era o que devia acontecer em muitos casos.
mas como sabemos o país que temos,é melhor não arriscar... relembremos o recente assalto a uma ourivesaria, cujo proprietário em legítima defesa disparou sobre um dos assaltantes e acaba por ser acusado de homicídio.
não é preciso dizer mais nada...

Ana disse...

Gosto quando és politicamente incorrecto :)*

Ontem, lá em casa falava-se justamente sobre isso....